Levantando os muros da Guiné-Bissau

presente projeto de assistência social ao povo guineense, através de todos meios lícitos e disponíveis; conforme descrito a seguir, visando o cumprimento nas necessidades básicas descritas pela UNESCO, oferecendo oportunidades à igreja brasileira e do exterior, bem como voluntários e vocacionados, que possam contribuir, seja com suas vidas, suas contribuições e suas orações, para que um dia possamos ouvir o maravilhoso cântico do cordeiro: “ Tu és digno de receber o livro e de abrir-lhe os selos, porque foste imolado e resgataste para Deus, ao preço de teu sangue, homens de toda tribo, língua, povo e raça” Ap. 5:9

Objetivos
* Promover o intercâmbio sócio, cultural entre Brasil e Guiné-Bissau,
* Criar condições para exercício da cidadania em relação à melhoria da qualidade de vida e da qualidade ambiental.
* Promover avanços da obra assistencial nas periferias da capital, interior do país e nas ilhas.

Justificativa

O que significa: LEVANTANDO OS MUROS DA GUINÉ BISSAU?
Tomamos a passagem de Neemias 6: “Sucedeu mais que, ouvindo Sambalate, Tobias, Gersem, o arábio, e o resto de nossos inimigos que eu tinha edificado o muro, e que nele jã não havia brecha alguma; ainda que até este tempo não tinha posto as portas nos portais.

“Levantando os Muros da Guiné Bissau” nasceu com o desejo ou o sentimento de ajudar o próximo, através da habilidade ou capacidade que a pessoa possui, visando à grande comissão e cidadania.
“Levantando os Muros da Guiné Bissau” vem a ser, o que sei ou o que posso fazer e o que o meu próximo precisa que eu faça por ele para melhorar suas condições de vida, visto que a pobreza e desigualdade sociais tornam-se mais intensas quando não se tem bons olhos, ou seja, nem todos os olhos de quem pode fazer estão fixos num lugar onde a guerra por um período devastou o pouco que o país possuía. Ou o que posso fazer para levantar os muros da dignidade, cidadania e bem estar de um povo que sofre a cada dia com sua triste realidade, em condições diferentes da minha?
Queremos chamar atenção de todos que amam o exemplo de Jesus e sua obra humanitária, com uma ou várias habilidades, com ou sem formação acadêmica a se disponibilizarem a ajudar o próximo do outro lado do mundo com a capacidade que Deus lhe concedeu.


Desafios missionários

OS DESAFIOS MISSIONÁRIOS NA GUINÉ-BISSAU
Acerca dessa parceria, assim se manfistou o líder da comunitário em Antula-Paal Pastor Caetano Indami: “Queremos dizer ao amado pastor Adilson José e as respectivas instituiçoes que representam, que estamos de braços abertos para recebe-los e dar todo apoio necessário dentro das nossas possibilidades. A igreja de Antula-Paal servirá como base para todas e quaisquer atividades a serem realizadas e desenvolvidas aqui no país”.
Posto isto, passaremos a apresentar os desafios e as necessidades do campo missionário.

CONSIDERAÇÕES PRELIMINARES
As necessidades que estamos compartilhando são essenciais e fundamentais para atender a principal carência com a qual o país se depara. A saber:
* Combater o nível extremo da pobreza que sofre a grande maioria da sua população.
Esta realidade não deve ser ignorada ou negligenciada. Trata-se de uma multidão de pessoas com necessidades espirituais e físicas.
Aí entra a responsabilidade com a área social, sem cair no extremo, entendendo pelo exemplo deixado por Jesus. a que devemos nos preocupar com a alma sem se esquecer do corpo.

Os projetos missionários que se seguem tendem a ajudar a igreja nas necessidades, com as quais têm deparado no exercício da sua missão. Estamos compartilhando esses desafios com todos aqueles que querem fazer parte desse sonho, que querem cooperar conosco na realização desta obra na Guiné-Bissau.

cedeu.

0 comentário

Deixe um comentário

Avatar placeholder

O seu endereço de e-mail não será publicado.